Conheça as Tendências para as Casas do Futuro

home-future-home-design-unique-house-design-ideas

Muito mais do que se você eliminou o glúten de sua dieta ou se andou 10.000 passos por dia, os benefícios para uma saúde duradora podem ser derivadas de mudanças fundamentais na forma como vivemos. Pensando dessa forma, os profissionais ligados a construção civil estão desenhando e construíndo edifícios com mais tecnologia para criar uma nova visão para o lar.

Para os novos consumidores não é mais o suficiente se comprar uma casa ecologicamente correta, as casas que estão sendo construídas agora precisam além disso serem sustentáveis e resistentes a desastres naturais.

Mas não para por aí, a moda agora vai além do conceito de espaço aberto e flexível, a casa precisa acomodar várias gerações ao mesmo tempo, ser bem construída, ser ecológica, sustentável, saudável, com pouca manutenção, com tecnologia de ponta, além de permitir os encontros familiares com um design universal.

E, isso tem influenciado o tamanho, estilo, função, por dentro e por fora das casas o que tem atraído muitos compradores, porque quanto mais essas casas vão sendo construídas, mais compradores para elas aparecem.

Sendo arquiteto eu fico fascinado com todas essas inovações, mas infelizmente ainda não encontrei uma construtora que oferecesse todos esses itens em um único projeto, mas em breve esse será o perfil das novas casas nos EUA.

Veja abaixo algumas tendências na Construção das Novas Casas por Exigências dos Consumidores em diferentes partes dos EUA:


1) Prédios Bem Construídos

Os prédios que visam o bem ambiental com tintas sem produtos tóxicos, com a reutilização da água da chuva são bem vistos, mas o foco agora é o design que melhora a qualidade de vida dos ocupantes do novo lar!

Por exemplo, as novas construções precisam priorizar pela luz natural no ambiente, possuir luzes de LEDs manuseadas por controle remoto que mudam de cores para se fazer dias cinzentos ou noites, para melhorar a qualidade do sono ou trazer qualquer outro benefício para o corpo humano. Precisam ter mais áreas verdes, ainda que sejam pequenos jardins construídos nos terraços com árvores que dão frutos.

2) Menos Manutenção

Também devido a carga financeira e o compromisso que se tem em cuidar do jardim e fazer reparos ao longo do tempo nas casas é que consumidores estão ansiosos por materiais e sistemais mais duráveis e que exijam menos manutenção do que no  passado.  A geração de hoje e seus descendentes estão menos inclinados a cortar a grama e a executar outras tarefas domésticas.

A tendência é que os construtores optem por materiais com maior longevidade por influências dos profissionais de design e dos donos das casas.

3) Resistentes a Condições Naturais do Tempo e Utilizando pouca Energia Elétrica

As estruturas das casas estão sendo construídas para resistir a tempestadas, com janelas bem isoladas e que inclusive bloqueiam os raios ultravioletas. Em partes da California, onde pegar fogo em uma residência é corriqueiro, as telhas, os tijolos e blocos usados nas construções são de materiais não combustíveis.

Há também uma melhor impermeabilização e isolamento nas construções, que são colocados estrategicamente porque o objetivo é ir além do que é necessário, visando não utilizar energia em tudo e ter uma casa menos onerosa mesmo com a adição de muitas funcionalidades, utilizando-se para isso  painéis solares e aquecimento geotérmico.

Gerenciar as necessidades de energia continuará a ser uma enorme prioridade dos proprietários que procuram ficar conectados 24 horas por dia.

4) Moradias Saudáveis

Ter uma vida saudável vai muito além de um passeio de bicicleta ou ir as academias do condomínio. O projeto para iniciativas de uma vida saudável inclui ter no condomínio um estudio de yoga, restaurantes com jardins suspensos, consultórios médicos, vagas com tomadas para carros elétricos, calçadas mais largas, e escada com vista panorâmica para incentivar seu uso, ao invés das pessoas optarem pelos elevadores enclausurados.

5) Tecnologia de Ponta

Muitos construtores estão trazendo para seus projetos um consultor de automação para desenvolver a tecnologia dentro das casas. E isso tem trazido técnicos em busca de um hub sem fio com uma internet melhor para que todos os equipamentos da casa estejam ligados a uma única fonte, sendo menos onerosa e mais fácil de controlar através de um aplicativo de celular.  

6) Pomar Particular

Não poderemos mais chamá-lo de pomar ou jardim simplesmente, mas agora será a hora de um paisagismo comestível em muitos terraços e pequenos espaços do lar. O interesse do consumidor tem sido por uma jardinagem orgânica para satisfazer as necessidades alimentares das pessoas, em vez de recurso vegetais não comestíveis. E cozinhas comunitárias nos condomínios também são esperados, porque as pessoas agora querem ter o senso de conexão uma com as outras.

Mas uma tendência ainda maior tem sido as “agrihoods”, ter fazendas como parte do condomínio. A geração dos “boomers” estão preferindo, por exemplo, trabalhar em um orquidário do que passar a tarde em um campo de golfe.

7) União de Multiplas Gerações

Várias gerações vivendo juntas no mesmo lar não é novidade alguma. Isso pode ser por tradições culturais, pressões econômicas ou necessidade de cuidados com idosos e crianças. No passado, famílias tinham um quarto que poderia ser adaptado para isso, mas para as famílias do século 21 os arquitetos tem demonstrado novas opções, como por exemplo, uma suíte no primeiro andar com entrada privada para oferecer independência para os mais velhos.

8) Espaços Abertos com um Diferencial

Espaços abertos ainda dominam, mas para diferenciá-los os arquitetos agora adicionam algo que possa personalizá-lo, para dar as pessoas alguma singularidade, um bom exemplo disso é uma porta que se torna uma estante, uma estação de carregamento de celular, ou uma parede que seja iluminada por trás.

9) Design Universal

Uma pesquisa recente sobre as tendências de design detectou que os entrevistados estavam interessados em ter uma maior acessibilidade dentro de suas casas, incluindo corredores mais largos e corrimãos mais visíveis.

No entanto, muitos ainda resistem as características tais como: barras de apoio em chuveiros e banheiras, que sinalizam que os moradores estão envelhecendo. Mas para projetos futuros certamente esses itens serão incorporados, com adaptações sutis e criativas.

10) Vida na Cidade

Outra mudança que vem ocorrendo é que americanos que sempre gostaram de viverem isolados, nos suburbios, quase sem vizinhos, sem transporte público, com muita privacidade e elegância, agora estão desejando morar novamente no centro das cidades, perto de tudo e de todos. E por alguma razão, as pessoas estão deixando de lado a vida isolada, onde só havia acesso de carro para viver em locais de fácil acesso a todos os seus interesses e valores.

O que se nota é um ambiente em evolução, que refletirá uma sensibilidade mais contemporânea, com um design moderno para o futuro.

Rodrigo Cerveira

Fonte: The Business Tool for Real Estate Professionals, September/October 2015.

Imagem: Retirada da internet e de autor por mim desconhecido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s