Dicas para Mães de Primeira Viagem

Grávida, e agora? Planejamento é a chave do sucesso!  Veja 40 dicas sobre o que fazer ANTES mesmo do bebê nascer que poderão facilitar o dia a dia da mamãe de primeira viagem.  


O primeiro filho traz muitas novidades para a família, muito trabalho para os papais mas uma boa organização ajuda bastante nos cuidados com o bebê.  

Quero lhe contar algumas estratégias que você pode usar para se preparar para a chegada do seu bebê. 


Vamos começar com 10 dicas que eu aprendi na prática e teria ficado muito feliz em ter planejado isso antes: 


1 Tenha uma nutricionista na gestação para você. Para você se alimentar adequadamente e não engordar horrores.  Mas claro que não estamos falando em fazer dieta durante a gravidez,  né? Deu vontade de comer algo? Coma! Mas cuide da sua saúde e da saúde de seu bebê.  E para o pós-parto também.  É importante estar bem alimentada para conseguir amamentar adequadamente. 

2 Tenha uma consultora de amamentação desde o primeiro dia de vida do bebê. Alguém que te fale que o bebê mama a cada 2 horas – inclusive de madrugada. Alguém que vá a sua casa e te ensine como se sentar (em uma cadeira confortável de amamentação) para colocar ele no peito certinho. Alguém para lhe dizer que você precisa fixar seus olhos nos olhos dele durante a amamentação para ensiná-lo a olhar nos olhos das pessoas. Que te explique que quando o leite descer você terá calafrios. Que te lembre que você precisa tomar muita água, 4 litros por dia, desde o dia que descobre que está grávida até desmamar o bebê, para ter leite e para não te dar infecção urinária. Que te diga que comer bem e descansar bem também é importante para ter leite.  Procure por alguém que te apoie e encoraje nessa jornada inicial de amamentação.  Porque isso é muito difícil de fazer , mas é importante para o seu bebê e sim, você vai conseguir. (Pesquise sobre os benefícios da amamentação para a mamãe e para o bebê).


3 Durante a estadia no hospital, pergunte sobre todos os remédios que estão lhe dando. Pergunte quais os efeitos colaterais deles,  e dependendo, se tem outro remédio alternativo.  Dependendo dos efeitos colaterais você decide se deve tomar ou não, ou substituir por outros. É importante que os efeitos colaterais não lhe provoquem enjoo, fraqueza, sono, mal estar, vômito ou algo que atrapalhe na amamentação do bebê. 


4 Agende a sessão de fotos para todos os meses do bebê até 1 ano. Com algum fotógrafo que tenha temas prontos e assim basta aparecer no dia marcado, com o bebê e com diferentes membros da família a cada mês para que todos participem das fotos e o bebê tenha recordações de todos. 


5 Já deixe acertado com uma padaria ou confeiteira próxima de sua casa a encomenda de um bolinho pequeno para todos os mesversários do bebê até 12 meses. Para só ligarem perguntando a hora da entrega do bolo. Pode ser algo simples, pequenino. Mas programe antes porque na correria do dia a dia e principalmente nos primeiros meses cuidando do bebê você pode se esquecer.  Ou estar muito cansada para pensar nisso. 


6 Tenha uma terapeuta do sono desde o primeiro dia de vida dele para que seu bebê aprenda a dormir bem, no berço e você possa descansar o máximo possível. Os primeiros 3 meses são os mais difíceis.  Depois o corpo acostuma a dormir mal. Sim. Os 2 primeiros anos de um bebê a mamãe dorme mal. Mas se o bebê aprender a dormir corretamente desde o início e no berço, será muito mais fácil para você, principalmente se você for voltar a trabalhar. 


7 Faça o quartinho do bebê,  faça um cantinho para ele antes dele nascer. Parece óbvio mas muitas mamães não fazem e se arrependem depois. 


8 Agende uma fotógrafa profissional para ir a maternidade tirar fotos suas, do bebê e da família.  Se puder ser na hora do parto, ótimo,  senão,  pode ser depois. O importante é ter fotos desse momento. 


9 Vá a uma dermatologista para saber exatamente o que passar na barriga para não dar estria, e para o seu rosto não manchar também. Não fique passando produtos que a sua amiga usou. Cada pele é de um jeito,  só um profissional pode lhe ajudar.

10 Se você for fazer cesária, tenha um vestido lindo para ir para a maternidade, tire fotos desde último momento com o barrigão. E tenha um vestido de amamentação lindo para sair da maternidade.  Tire fotos na saída do hospital também como uma linda Família Real. 


Agora vou dar dicas do que nós programamos aqui em casa e deu super certo e com certeza faríamos novamente: 


1 Faça o seu Chá de bebê no 7 mês de gestação. Depois você começa a ficar muito cansada e fica mais difícil de aproveitar a festa. 


2 Faça um plano de parto junto com sua obstetra.  Se será normal ou cesária, qual remédios irá tomar, se haverá música, silêncio e etc. Tenha por escrito e entregue para ela e a equipe na hora do parto para que se lembrem de executá-lo. Converse com ela também sobre a possibilidade de visitar o hospital e conhecer as instalações antes do dia do parto. Assim você já saberá como irá chegar até lá, onde deverá ir e etc.


3 Faça hidroginástica na gravidez. Cuide para não ter diastase.


4 Faça drenagem linfática somente após o parto para desinchar. De preferência por alguém que vá até a sua casa lhe atender. Evite a drenagem durante a gravidez pois pode provocar aborto ou antecipar o parto. Não corra o risco. Não há necessidade.


5 Tenha pelo menos 3 Camisolas de amamentação (que não machuca nem a cesária nem o parto normal), 3 roupões e muitas fraldas adultas (aquela calcinha para incontinência urinária) para o pós parto. 


6 Compre calcinhas confortáveis de grávida já no quarto/quinto mês. E sutiãs de amamentação confortáveis porque o seio dói na gravidez e nos primeiros dias após o parto. (7 de cada é um bom número).


7 Tenha roupas que te façam se sentir bonita e sejam confortáveis para o pós parto, para usar em casa. Não passe o dia de pijama. Se arrume. Se ame. Se cuide. Você merece e seu bebê agradece. 


8 Algumas semanas antes do parto, prepare refeições e congele para pelo menos o primeiro 1 mês. Se puder congelar para uns 3 meses, melhor ainda. Faça.  Refeições daquelas que é só descongelar e comer. Se não puder, contrate uma pessoa para fazer por você.


9 Combine a entrega de comida com um restaurante próximo de sua casa. Você vai usar bastante,especialmente depois que as comidas congeladas acabarem. Pode acreditar.  


10 Compre os suprimentos para a casa por uns 3 meses para você não precisar se preocupar em ter que fazer mercado (produtos não perecíveis e de limpeza). 


11 Aprenda a comprar de tudo pela Internet. Faça um teste antes. Com mercado, farmácia,  Amazon.  E veja qual você se adaptou melhor. 

12 Deixe uma lista básica semanal de mercado pronta para saber o que e quanto comprar nos primeiros dias. ( frutas, pão, leite e etc. ) Algo que você não precisará se preocupar no primeiro mês e que qualquer pessoa seja capaz de entender e comprar para você. 


13 Tenha ajuda com a casa. Alguém que limpe, lave roupa. Pode ser uma vez na semana. Mas te garanto que vai ter semana que você vai querer mais dias de ajuda pelo cansaço. O importante é ter com quem contar na hora que precisar.  

14 Agende a sessão de fotos de newborn para os primeiros 14 dias de vida do bebê antes dele nascer. Já saiba qual roupa irão usar e como será feito seu cabelo e maquiagem. Se precisar, remarque o dia. Mas deixe pronto porque os primeiros dias são bem difíceis e você pode não estar encorajada a agendar e preparar tudo isso.

15 Deixe lavadas e prontas pra uso as roupinhas do bebê de recém-nascido até 6 meses de vida. Embaladinhas para não sujar. Você não vai ver o tempo passar. E isso vai facilitar bastante. 

16 Comece a conversar sobre ter uma nutricionista para o seu bebê. Comece a procurar uma pessoa que se encaixe no método de introdução alimentar que você deseja. Para quando o bebê estiver com 5 meses de idade você já ir consultá-la. Para quando o bebê estiver com 6 meses e iniciar a introdução alimentar você já saber fazer a comida dele certinha e saber os horários de dar a comida também. Nem sempre o pediatra faz esse papel adequadamente. 

17 Leve o bebê recém nascido em um osteopata de sua confiança. Pesquise sobre o assunto. Isso é muito importante. Muito. 

18 Compre brinquedos para a faixa etária do bebê. Se puder comprar essas caixas que vem todo mês pelo correio com os brinquedos educativos, faça. São ótimos para o desenvolvimento dos pequenos.

19 Deixe lavado e esterelizado pelo menos duas mamadeiras, para caso tenha dificuldade com a amamentação nos primeiros dias. Avent é a melhor. Não importa o que te falarem. Compre Avent! Eu comprei 6 marcas de mamadeiras até descobrir isso.

Tenha uma lata de fórmula em casa pronta para emergência. Tomara que você nunca precise usar. Mas tenha, porque sair desesperado pela rua procurando leite para uma criança com fome não será a melhor opção.Pergunte ao pediatra qual marca ele indica antes de comprar.

21 Conheça o pediatra que irá atender seu bebê antes mesmo dele nascer. Faça uma visita ainda grávida para se conhecerem e se prepararem para a chegada do bebê.

22 Faça cursos para saber mais sobre como será cuidar do bebê.  Curso de amamentação, Primeiros Socorros, de Parto, e Primeiros cuidados com o bebê durante a gravidez. Vai ajudar bastante, mas claro que eles não ensinam tudo. 

23 Leia sobre educação infantil. Educar com apego. Disciplina positiva. Caixa de memórias. Etc. Faça cursos sobre educação infantil. Tem vários cursos na Internet. 

24 Compre um bom carrinho de bebê. Com amortecedores nas rodas, que tenha Moisés para recém-nascido. Confortável. Dica do dia: Não adianta querer economizar e ter somente um carrinho para sempre porque não existe carrinho perfeito para até 10 anos de idade.  Carrinhos são por fases da criança. Infelizmente nos não encontramos. Se você conhece um, por favor , põe aqui para outras mamães saberem.  

25 O bebê conforto é um item de segurança, e foi feito para o bebê ficar ali seguro em caso de acidente. Não é para usar como Moisés, inclusive pode até provocar a morte do bebê por sufocamento quando usado como Moisés (leia sobre o assunto na internet).  Tenha compaixão do seu bebê. Compre uma cadeirinha que vai de bebê até aos 5 anos de idade e um Moisés (pode ser o do carrinho) para o bebê ficar confortável e não amarrado o tempo todo em um item de segurança. 

26 Anote em um papel e pregue na porta da geladeira,  no espelho do banheiro e onde mais desejar a primeira linguagem do seu bebê.  Aprenda sobre o significado do choro de seu bebê.  Cada choro tem um significado. Vá para o hospital sabendo falar a língua dele. Veja os tipos de choros: Neh – fome. Owh – cansado/sono. Eh – precisa arrotar. Eairh- está com cólica. Heh – está desconfortável.

27 Lembre-se ao encomendar lembrancinhas do bebê de incluir as enfermeiras, médicos e demais pessoas que cuidarão de vocês no hospital.  E vai distribuindo a cada troca de turno.  Uma lembrança e um muito obrigado agrada a todos os corações a sua volta.  Geralmente,  quando agradamos, também somos agradados. Pergunte ao médico quantas pessoas são aproximadamente para não faltar para ninguém. 

28 Os pitacos virão.  E muitos. E quando os pitacos chegarem diga educadamente: Obrigada pelo seu pitaco! Vou pensar nele com carinho e mude de assunto.  Pense que 80% das pessoas dão pitacos por amor. E as vezes os pitacos até abrem nossa mente. Não queria ser a dona da verdade, a sabe tudo, porque mãe de primeira viagem não sabe tudo. Mas claro, siga o seu instinto de mãe. 

29 Prepare-se para amar. Amar de um jeito que você nunca amou ninguém.  Um amor puro. Colorido. Que vai fazer você sorrir para todas as dificuldades e te ajudar vencê-las. Um amor que vai te dar força para levantar de manhã feliz e cumprir suas tarefas do dia, apesar do cansaço. 

30 Os hormônios da gravidez estão difíceis? Se prepare emocionalmente para a chegada de mais hormônios incontroláveis. É algo que acontece naturalmente e você vai precisar de apoio da família.  Algumas mamães até precisam de remédios para superar essa fase. Chegam a ter depressão pós parto e nem sabem. Comigo foi assim. Meus hormônios me deixaram doidinha. Marido trabalhando o dia todo. Eu ficava sozinha com o bebê. Não dormia quase nada, porque o David acordava a cada 1h30min para mamar e eu não conseguia pensar direito em nada que estava fazendo depois do parto. O que haviamos planejado foi feito, o que não, não. Sobrevivemos. Mas poderia ter sido mais fácil se alguém tivesse nos contado ou alertado sobre várias coisas simples do dia a dia de uma mãe.  De todo coração,  que essas dicas sirvam para dias tranquilos para você e sua família.  

Ps. Você pode até achar que algumas dessas dicas são bobagens planejar já, mas quando o bebê nascer você vai me agradecer por ter te incentivado a deixar tudo preparado, e estar tranquila, só aproveitando o já planejado e curtindo o seu bebê lindo! 😉

Parabéns pelo bebê e sucesso em sua jornada!
Nos vemos em Orlando. 

Cristiane Lucaski Cerveira

Corretora de imóveis em Orlando

Imagem de arquivo pessoal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s