Furacão Irma: O que aprendemos com ele?

furacao irma

Você faz ideia de como foi a passagem do Furacão Irma em Orlando? Foram dias de muita tensão e preparação. Expectativa e esperança. Muitas coisas aconteceram em Orlando nesses dias, e acompanhar os noticiários não foi tarefa fácil.

O maior furacão da história dos EUA estava vindo em nossa direção e durante 3 semanas (da semana do dia 27 de agosto a 16 de setembro de 2017) praticamente só falamos sobre o Furacão Irma.

Com tudo o que aconteceu, pudemos ver o agir de Deus em nossas vidas mais uma vez, e ficamos gratos a Ele quando a passagem do furacão em Orlando caiu da categoria 5 para categoria 2, e também com o carinho e a solidariedade das pessoas umas pelas outras de todas as formas possíveis.

Não somente para nós, mas quem estava em Orlando por esses dias certamente tem algo de bom para contar e relembrar porque apesar de toda a tensão, Deus esteve conosco e quero compartilhar três lições de vida que tiramos de tudo isso em Orlando.

1) Lição de Planejamento Estratégico:

O planejamento estratégico é a reflexão antecipada sobre o que precisamos, desejamos, e vamos fazer. É a busca antecipada dos meios para alcançar isso dentro do prazo estabelecido.

O furacão estava previsto para sábado 9 /domingo 10 de setembro de 2017, mas no sábado 2 de setembro – uma semana antes – as pessoas já começaram a se preparar para a chegada do furacão. E, como se prepararam bem! Instruções sobre o que fazer e o que comprar foram bombardeadas a todo instante para a população.

Os mercados e postos de gasolinas começaram a se tornar intransitáveis, sem espaço para estacionar e com longas filas na semana pré-furacão, pois todos precisavam abastecer suas casas com alimentos, água e combustível para até 2 semanas, pois ninguém sabia o que iria acontecer.

As preparações foram muitas, deu trabalho e gerou estresse, mas ninguém tinha tempo para reclamar, somente se preparar para o que iria acontecer.

Veja uma lista de instruções que recebemos de várias fontes (TV, Rádio, internet, líderes, grupos de what’s app e amigos) para você ter ideia do que precisavamos fazer antes da passagem do furacão em Orlando, a saber:

  1. Colocar tapumes nas janelas que não eram a prova de furacões;
  2. Colocar sacos de areia nas portas para a água não invadir as casas – casas com risco de inundação;
  3. Ter lanternas e pilhas extras para o caso acabar a luz;
  4. Rádio a pilha para ouvir noticiários;
  5. Aplicativos para conversar com ou sem a internet baixados no celular;
  6. Documentos dentro de sacos pláticos a mão para em caso de evacuação de emergência;
  7. Mala de roupas prontas e a mão para em caso de evacuação de emergência;
  8. Rota de fuga e destinos planejados para a evacuação de emergência;
  9. Cortar galhos das árvores do quintal para evitar estragos na rede elétrica e nas casas;
  10. Abastecer os carros e ter galões extras de combustível;
  11. Medicamentos de uso contínuo e kit de primeiros-socorros preparados;
  12. Dinheiro em espécie no bolso;
  13. Retirada e guarda de todos os objetos que poderiam se tornar objetos projetavéis pelo furacão do quintal da casa;
  14. Lavar roupas – se ficassemos sem água posteriormente as roupas já estavam limpinhas;
  15. Limpar a casa – porque as pessoas poderiam ficar trancados dentro de casa por dias e não sabiamos se haveria água e eletricidade para fazer isso depois;
  16. Preparar atividades para serem feitas com as crianças durante a passagem do furacão;
  17. Ter alimentos não precíveis para toda família por pelo menos 2 semanas;
  18. Instruir as crianças o que fazer em caso de emergência;
  19. Preparar um lugar da casa para se esconder com a família;
  20. Todos da família decorar o nome, telefone e endereço de uma pessoa de contato em outro estado para ser a ponte de contato da família em caso de alguma emergência.

2) Lição de Solidariedade e Amor pelo Próximo: 

A população, o comércio e o governo se uniram, e juntos venceram o desafio Irma.

A comunidade brasileira se uniu como eu nunca tinha visto antes e foi maravilhoso ver brasileiros ajudando brasileiros, antes, durante e depois do furacão. Os grupos de what’s app foram fundamentais como apoio, incentivo, conforto e informação sobre o que acontecia na cidade de Orlando durante todo este tempo.

A Primeira Igreja Batista Brasileira no Sul da Flórida – Pompano Beach/FL desenvolveu um Manual de Sobrevivência em português muito útil que circulou no What’s app dos brasileiros em todo o Estado, chegou até Orlando e ajudou muitos conterrâneos que acabaram de chegar e ainda não dominavam a língua inglesa.

Esse texto rolou no What’s app (não foi colocado o nome do autor). Trata-se de um resumo do que aconteceu no Estado da Flórida durante os preparativos para a chegada do furacão. Fiz algumas adaptações na linguaguem escrita (estava em português, inglês e termos locais) e acrescentei os 2 últimos itens. Veja abaixo:

O que nós, enquanto na Flórida, vimos na semana do pré-furacão Irma?

1. O governador estadual liberou 100% dos pedágios  (e olha que tem bastante deles espalhados pelo Estado da Flórida);
2. Chegou ao nosso conhecimento que existe uma lei que proíbe o aumento de preços em situações de emergência como essa;
3. Todas as empresas aéreas colocaram suas passagens de qualquer cidade da Flórida para qualquer destino nos EUA por $99 dólares;
4. Mercados colocaram os produtos de necessidade básica na promoção: Compra 1 e ganha 1 (exemplo: enlatados, comida de cachorro, pão, leite e etc.);
5. Mercados deram um pacote de garrafinha de água por família;
6. As cidades foram evacuadas, e em média demorou 14 horas para percorrer 790km (Orlando / Atlanta) na véspera do furacão. No Brasil demora quase isso pra descer a Serra SP/Santos na virada do ano por ex.);
7. Não se viu um carro sequer no acostamento ou tentando levar vantagens;
8. Centenas de caminhões militares de outros estados foram sentido ao sul da Flórida, para ajudar no pós-furacão;
9. Centenas de caminhões de companhia de energia elétrica de vários estados, foram para o sul da Flórida, se preparando para futuros reparos, já visando o reestabelecimento da energia o mais rápido possível após a passagem do furacão;
10. Em outros estados os principais eventos esportivos, como por exemplo jogo de Baseball, estavam com 100% de desconto, ou seja, gratuítos para residentes da Flórida. As pessoas deveriam apenas apresentar a Carteira de Motorista do Estado da Flórida – que contém o nosso de endereço e serve como comprovante de residência;
11. Quem estivesse viajando e entrasse em qualquer estabelecimento falando que estava fugindo do furacão, e que estava sem dinheiro e precisando de comida ou água o estabelecimento não cobrava pelo alimento.
12. O governador do Estado da Flórida ficou 24 horas na TV falando com a população e dando muito apoio, e em uma de suas últimas falas, ele disse: “Se você não evacuou por algum problema, sendo ele financeiro, ligue para o número 0800 que iremos te buscar agora.”  Devido essa Era Trump, p
erguntaram à ele: “E quem não tem documento para residir legalmente nos EUA?” E, ele respondeu: “Queremos salvar vidas, não estamos preocupados com documentos.”
13. As escolas públicas mandaram mensagens diariamente orientando sobre as aulas e procedimentos;
14. O governo da Flórida colocou a disposição inúmeros abrigos para proteger quem não saiu da cidade;
15. Todas as redes de hotéis baixaram os valores das diárias para ajudar quem saiu de casa;
16.Sacos de areia enchidos por presidiários foram destribuídos gratuitamente pela prefeitura para a população que vive em área de inundação;
17. Nas estradas a população dos outros estados doou água e comida para quem estava fugindo do furacão;
18. Os hotéis que não recebiam animais, mudaram sua política e passaram a receber para acolher a população que fugia do furacão;
19. Nenhuma companhia áerea ou site de viagens cobraram alguma taxa por mudança de vôo ou qualquer tipo de reserva;
20. O governo pediu para que todas empresas de internet com hotspot liberasse sinal wi-fi, sem senha e sem custo para que todos tivessem acesso a comunicação com amigos e familiares;
21. Para os vôos cancelados por causa do furacão foram oferecidos remacacão gratuíta ou reembolso do valor pago.
22. A comunidade brasileira unida, se ajudando como podia, como nunca antes.

Saiba Como Proteger seu imóvel do Furacão em Orlando


3) Lição sobre a Grandiosidade de Deus:

Tudo o que podia ser feito, foi feito. Mas os ventos estavam vindo sobre nós, e agora era somente pedir a Deus por misericórdia para que fossemos poupados do pior.

Foi aí que lí um segundo texto, publicado no Facebook por Rosa Bezerra, na véspera da chegada do furacão que descreveu o sentimento pelo qual passamos nesse dia.

“Queridos amigos, estamos bem. Vamos ficar com a família e amigos no nosso apartamento em Orlando. Até agora não estamos mais no olho do furacão. Tudo está preparado. À medida que forem surgindo novidades vamos passando para vocês. Acho que nos últimos dias já viram essa imagem muitas vezes. É assustador. O Furacão Irma é maior de que o estado da Flórida com ventos de velocidade altamente destrutiva que até os sismógrafos detectam o barulho. Não é para menos que o apelido dado por onde passou é “O Monstro”. Ouvindo os noticiários tudo parece alarmante e fantasioso mas como o americano diz : “É melhor agir esperando o pior e orar para que venha o melhor”. Quando olho esta foto (esta do post) lembro que o furacão Irma é um fenomeno da natureza. Portanto declara o poder de Deus. Imagino que Deus poderoso porque furacões não são nada diante do poder dEle. Estamos tranquilos debaixo das asas do Altíssimo. “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus”. Salmos 46:10.  Rosa Munguba Bezerra.

E, estivemos mesmo debaixo das asas dEle. Nossa casa, por exemplo, não sofreu nenhum arranhão, tivemos água, luz e internet. Apesar de alguns vizinhos terem tido parte das telhas arrancadas, nosso telhado está intacto. Muitas pessoas ficaram sem luz por mais de uma semana, outros tiveram parte da casa ou toda ela alagada. Alguns ficaram sem água. O comércio parou, muitos ficaram a semana toda sem internet, as escolas ficaram sem aulas, e agora tudo devagarinho vai se recuperando outra vez, mas por onde se olha, é lembrado a passagem do furacão. É lembrado que o poder de Deus é maior do que um furacão. É lembrado a grandiosidade do Deus vivo.

Deus esteve conosco. Deus está conosco. Deus cuidou e cuida de Orlando. E, tudo isso nos fez parar, pensar, e lembrar que, como diz a Bíblia:  “Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Ele eternamente. Amém.” Romanos 11:36

Obrigada Senhor por sua misericórdia sobre nós em Orlando!

Nos vemos em Orlando,
Cristiane Cerveira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s